Metrô de São Petersburgo

Metrô de São Petersburgo

Se o comparamos com o de Moscou, o metrô de São Petersburgo não é tão extenso nem luxuoso, mas ainda assim consegue ter uma qualidade extraordinária em comparação com muitos outros sistemas subterrâneos, tanto pela sua eficiência como pela sua beleza.

Com mais de 100 metros de profundidade, o metrô de São Petersburgo é o mais profundo do mundo.

Um pouco de história

Os planos para a construção do metrô de São Petersburgo começaram em 1899, mas foram adiados depois do começo da 1.ª Guerra Mundial e a Revolução de 1917. Depois destas ocorrências tão graves, começaria a história do metro unida à história de São Petersburgo, pois as obras voltariam a ser interrompidas devido à 2.ª Guerra Mundial.

Depois da guerra, finalmente seria inaugurada a primeira linha de metrô no ano de 1955. Desde então, o sistema foi constantemente aumentado e atualmente conta com 5 linhas compostas por 69 estações.

Horário e frequência

O metrô de São Petersburgo funciona todos os dias da semana entre as 5:45 e as 00:30 horas. A frequência com que passa durante as horas de ponta é de entre 2 a 4 minutos, mas varia consoante a linha e o horário.

Tarifas

O preço de um bilhete simples para se mover por toda a cidade é de 45 (US$0,60). O pagamento é feito através de um sistema de tokens (zheton) que se podem comprar nas bilheteiras de todas as estações.

Se você utilizar o metrô várias vezes, então pode comprar um cartão eletrônico recarregável. Deste modo, o preço por trajeto será de 36 (US$0,50).

É difícil (para não dizer impossível) encontrar funcionários das bilheteiras que falem inglês, pelo que recomendamos que você indique com os dedos quantos tokens quer comprar. Em algumas estações você também pode encontrar máquinas de venda automáticas.

Linhas

O metrô de São Petersburgo conta com cinco linhas divididas por 69 estações e com uma extensão de 120 quilômetros.

As diferentes linhas do metrô de São Petersburgo são um autêntico livro aberto que conta a história de São Petersburgo através das suas instalações. A linha 1, inaugurada em 1955, é a mais antiga e foi projetada durante o período de Stalin, algo que se nota na grandiosidade e triunfalismo das suas estações.

A linha 2 foi inaugurada apenas 6 anos depois, mas nas suas instalações é possível sentir esta forte mudança política e ideológica, onde a funcionalidade se impõe à beleza e aos elementos decorativos.

O resto das linhas do metrô de São Petersburgo apresentam um aspeto mais moderno e funcional, apesar de contarem também com algumas estações peculiarmente chamativas, que abordam variados temas como a história do comunismo, a Grécia Antiga e o mar.